Guia Cultural do Vale do Café

  • A+
  • A-
Fazendas Históricas & Hospedagem

Região 3 • Vassouras

FAZENDA CACHOEIRA DO MATO DENTRO

20 tipos de doces de frutas e memórias da Nhá Boa são transmitidos aos visitantes

A fazenda foi fundada pelo Barão do Ribeirão (José de Avelar e Almeida) e herdada posteriormente por um de seus filhos, Hilário Ribeiro de Avelar, cuja data de falecimento, 1874, está gravada com suas iniciais no portão de entrada da casa sede.
Anos depois, a fazenda foi comprada em um leilão pelo engenheiro gaúcho Sylvio Pereira Rangel, que aqui veio para dar um parecer técnico sobre uma ponte. A fazenda permanece há 120 anos com a família Rangel. Nos anos 40 foi uma hospedaria e até hoje guarda o livro de registro de hóspedes.
O atual proprietário, Luiz Felipe Rangel tem muitas histórias para contar e tem o prazer de mostrar cada detalhe da casa, com suas inúmeras relíquias além de uma biblioteca no escritório do barão, com uniformes, fotos, objetos pessoais, livros sobre engenharia e homeopatia, e livros franceses. Lá também pode se ver uma genuína farmácia e botica, usado para cuidar dos escravos após a Lei Euzébio de Queiroz.
No exterior da fazenda existe um banheiro de pedra, onde os escravos tomavam banhos medicinais para curar uma alergia, conhecida como lepra do café. Dizem que a baronesa Ana Barbosa de Sá tinha autoridade e personalidade forte, e não permitia que batessem nos 160 escravos, e por essa razão era chamada de “Nhá Boa”.
A visitação guiada percorre toda a casa sede, mostrando mobiliário e fotos de época, alcova de luxo, capela interna de N. Sra. das Dores, os detalhes entalhados na cama de viúva nos quartos, a banheira original do barão, a enorme sala de jantar com coleção de louças europeias e a tradicional cozinha, onde se pode ver, dentre os muitos utensílios, antigas forminhas de doces.
A mãe do Sr. Felipe fez uma promessa para que ele sarasse de uma doença e a cumpriu por 90 anos fazendo maravilhosos doces, o que acabou virando uma tradição e são oferecidos em mais de 20 tipos, todos feitos no tacho de cobre, com frutas colhidas no próprio pomar.
Licores, mel, queijo e um excelente café são outras delícias produzidas na fazenda e que encantam o paladar dos visitantes, que devem agendar com antecedência seu passeio, podendo incluir lanche ou almoço, para fechar com chave de ouro esta viagem cultural e gastronômica.

Agendar visitas
Sob consulta
Carro
Casaco • Chapéu ou boné • Tênis

Informações

Rodovia BR-393, Km 173 - Vassouras
(24) 9914-2286 / (24) 8114-9655 (Luiz Felipe)
mailto:dr.paulorangel@hotmail.com

Quer ver mais conteúdos exclusivos? Baixe o aplicativo no seu tablet!

Vai para o topo