Guia Cultural do Vale do Café

  • A+
  • A-
Espaços Culurais & Expressões Artíticas

Região 2 • Barra do Piraí

ASSOCIAÇÃO CULTURAL SEMENTES D’ÁFRICA

Descendente de escravos une três grupos distintos em prol da preservação do jongo

onhecida como a Rainha do Caxambu, Eva Lúcia de Moraes Faria Rosa, tetraneta de escravos, fala com muita desenvoltura sobre as tradições da cultura afro-brasileira e de seus antepassados, todos escravos e oriundos, por parte de pai, da Fazenda Santa Clara. Já por parte de mãe, suas origens são da Fazenda São João da Prosperidade. Eva gosta de explicar que antigamente o negro não tinha direito a nada e por essa razão usava o jongo para a comunicação entre si, fazendo denúncias, tramando fugas, contando histórias ou caçoando de algum barão.
O nome Caxambu vem do principal instrumento musical, o tambor “caxambu”, grande e robusto, de som grave. Foi o primeiro tambor brasileiro, feito com o couro do boi e as barricas de vinho que os senhores jogavam fora. O outro tambor também fundamental para compor o ritmo é o “candongueiro”, de som mais agudo.
Em 2007 Eva criou a Associação Sementes d’África, unindo integrantes de três conhecidos grupos da cidade: o Caxambu do Tio Juca, o Caxambu da Tia Marina e os Filhos de Angola, com o intuito de fortalecer e preservar assim suas antigas tradições.
Há três anos, a Associação foi reconhecida como Ponto de Cultura e também faz parte do Pontão de Cultura do Jongo/Caxambu – programa desenvolvido pela Universidade Federal Fluminense/UFF, em parceria com dezesseis comunidades jongueiras do Sudeste e o Iphan.
Atualmente, com cerca de 40 integrantes entre crianças e adultos, o Sementes d’África exerce atividades que divulgam e preservam o Jongo de Barra do Piraí, como uma expressão cultural brasileira de origem africana.
Quinzenalmente, sempre às sextas-feiras à noite, apresenta gratuitamente uma Roda de Jongo, em praças de Barra do Piraí. Além disso, promove oficinas e rodas de jongo em escolas, universidades e hotéis fazenda. A Fazenda Ponte Alta recebe as apresentações da Associação, em que os participantes contam a história do jongo, dançam, cantam e encantam a todos que têm o privilégio de compartilhar esta rica experiência cultural.

Agendar visitas
Gratuito (exceto as apresentações pagas, nos hotéis)
Carro

Informações

Travessa Pedro Lara, 10 – sala 18 – Centro – Barra do Piraí
(24) 24431397 / (24) 9253-2591
mailto:ivanine.rosa@ig.com.br

Quer ver mais conteúdos exclusivos? Baixe o aplicativo no seu tablet!

Vai para o topo