Guia Cultural do Vale do Café

  • A+
  • A-
Espaços Culurais & Expressões Artíticas

Região 3 • Paty do Alferes

ALDEIA DE ARCOZELO

Centro de cultura, escola de teatro e retiro dos artistas com muita história para contar

Antiga sede da Fazenda Freguezia que pertenceu a Manuel Francisco Xavier, a propriedade foi cenário e testemunho de grandes fatos que marcaram a história do Vale do Café. Em 1838 houve uma fuga em massa de seus escravos, liderados por Manoel Congo e Marianna Crioula, que ao longo do caminho se juntaram a outros grupos em luta por sua liberdade e dignidade, se tornando uma das maiores rebeliões rurais ocorridas no Vale do Paraíba.
Em 1930, já com o nome de Fazenda Arcozelo, a propriedade foi grande produtora de leite, e na década de 1940, época em que a cidade recebia muitos turistas de veraneio atraídas pelo ótimo clima, a fazenda foi transformada em hotel.
Apenas no final da década de 1950, foi doada a Paschoal Carlos Magno (1906 – 1980) para a criação de um grande Centro de Cultura, uma escola de teatro e local para o retiro dos artistas, sendo inaugurado em 1965 a Aldeia do Arcozelo.
Atualmente sob a gestão da FUNARTE, este enorme complexo cultural já tem aprovado um projeto de reforma e revitalização que vai restaurar várias de suas edificações, entre as quais a capela de São Francisco de Assis e a casa grande da antiga fazenda, construída por volta de 1792 com dois andares e estilo colonial, estando esses dois espaços temporariamente interditados. Outros espaços também estão abertos à visitação como a capela dos escravos.
Todo ano acontece o FATAERJ, um grande festival de teatro amador que dura cerca de dez dias e atrai enorme público que lota o belo teatro Itália Fausto com sua arena com bancos de pedra ao ar livre, cercados de árvores, e o Teatro Renato Viana, que foi construído onde originalmente ficava a cavalariça.
Existem outras salas para visitação e muitos estudantes vão lá fazer pesquisas ou apenas para passear na bela e extensa área arborizada que circunda toda a Aldeia Arcozelo, que felizmente ganhará novos ares, para continuar sendo preservada como um espaço de relevância marcante para a história do Vale do Café e da livre expressão das artes cênicas.

9h às 17h de 3ª a domingo (visitação livre) • agendar visita guiada
Gratuito
Carro • Ônibus
Tênis

Informações

Av. Paschoal Carlos Magno, 450 – Arcozelo – Paty do Alferes
(24) 2485-0198
http://www.funarte.gov.br

Quer ver mais conteúdos exclusivos? Baixe o aplicativo no seu tablet!

Vai para o topo